Eu amo todas vocês, acreditem e leia esta porra, é muito importante!

12 comentários: | |
Bem eu disse que ia me decidir né? pra onde eu iria certo? escolhi o anime, comecei a pouco tempo, só que vocês sabem, eu sou uma merda, realmente uma merda, por que eu nunca posso postar pra vocês e quando tou aqui tou mudando de lugar, é uma porra kkk. me desculpem por favor, eu não vou desistir de vocês, não mesmo, mais também quero que vocês não desistam de mim. a make you believe ainda ta ai, eu tou escrevendo ela, apesar de ter bastante coisas pra fazer. eu mudei pro anime, eu escolhi ficar lá, pois lá é melhor, mais é o seguinte, eu tenho que passar praticamente todos os capitulos que já estão aqui no blog pra lá, e mudar algumas coisinhas, então só vou postar novos capitulos dps que eu copiar e colar todos daqui pra lá ok? espero que entendam, quem não tiver conta no anime, crie uma, é super fácil, e não precisa ser escritora de uma FIC, apenas faça e siga minha história, favoritem também e se poder comentem, isso ajuda bastante, e se vocês seguirem, favoritarem e comentarem, toda vez que eu postar vocês vão receber uma notificação dizendo que eu postei um novo capitulo, é otimo pois em vez de você ficar indo me visitar direto sem necessidade kk, você é avisado quando eu posto algo novo, o que demora, mais vocês sabem o por que, mais estejam comigo por favor, eu sei que tenho fãs fieis aqui, principalmente a Thais Reis, é uma leitora que pra mim é super fiel, a mina me achou no anime sem nem ao menos eu ter colocado o link aqui, muito obrigado pelo carinho Thais, você é mais que especial pra mim, assim como todos os meus leitores. enfim vamos pro que interessa. se estavam na duvida: "será que ela desistiu? será que vai continuar?" EU VOU CONTINUAR SIIIM, EU VOU POSTAR PRA VOCÊS, AMO VOCÊS, AGORA VEJAM HAHA 

não me matem ou matem se quiser sla

4 comentários: | |
meu eu sei que vocês tão boladona eu sei, e tipo pra quem ler os avisos sabe que eu não tou podendo postar porem provavelmente mês que vem as coisas fiquem boas pro meu lado, mas eu vim aqui pra esclarecer umas coisinhas pra vocês se pa. vocês sabem que a maioria das pessoas largam o blog pra ir pro anime, eu fiz um e tou aprendendo a mexer naquilo la, se eu gostar mas só se eu gostar vou modificar a make you believe para la, para aos que vão desistir de ler eu sinto muito, e para os que vão continuar comigo independente de onde eu fique vocês são bem sortudos por que tou com vários capitulos massa pra vocês, sério não vão se arrepender. sei que a história vai ficando chata por eu demorar demais, mas eu vou fazer o que né? não posso, não tenho condições, mas eu creio que mês que vem as coisas melhore pro meu lado. sei que estão com saudades do justin pervertido e abusado eu sei kkkk nos capitulos a seguir ele ta bem pior que isso, e a jenny.. ah essa jenny, aos poucos vocês vão entender por que ela tanto "odeia" o bieber, mas a verdade, é que um coração machucado demora cerca de mêses ou até anos para ser conquistado. fiquem com Deus e me desejem sorte pq não ta facil, amo todas vocês.

Make you believe- Capitulo 8. "Quero te ouvir gemer pro resto da minha vida, vadia"

22 comentários: | |

Katy: ficou muda?
Jenny: não, só estava analisando a pergunta -justin me olhou com seriedade parecia que estava esperando a minha resposta- não, eu não gosto.
Katy: dê uma resposta mais clara
xXx: katy chega, ela ja respondeu! -o representante logo interrompeu e girou a garrafa novamente, ufa.
Essa katy quer me ferrar mas o que ela quer de mim? e como me conhece? isso é bastante estranho.
xXx: bieber, bieber, esta entre você e eu -ele sorrio lançando um olhar malicioso.
Justin: é o que estamos vendo cara -sorrio aguardando a pergunta.
xXx: e então.. esta gostando de alguma garota? -coloquei o cabelo pra trais e encarei justin que me olhou bem rapido e logo se concentrou no que responderia, dessa vez até eu queria saber a resposta.
Justin: sim, estou.-ele foi rapido em responder, mas.. quem seria?
xXx: e quem seria?
Justin: não posso dizer, mas garanto que a pessoa já sabe quem é -o que ele quis dizer com isso?
A garrafa foi girada novamente parando em outros que haviam ali, até que voltou entre mim e a misteriosa katy que ja sorria aguardando.
Jenny: verdade ou desafio?
Katy: verdade.
Jenny: é verdade que alguém que esta aqui entre nós ja viu o que você tem em baixo da roupa? -perguntei com um sorriso sombeteiro e todos riram da pergunta aguardando uma resposta assim como eu.
Katy: oh, sim, alguém daqui ja viu -ela encarou justin por alguns minutos e.. justin teria visto?
Jenny: entendi.-lancei um olhar sério para justin que abaixou a cabeça sem nada fazer.
Katy tinha algo a esconder e eu precisava descobrir.

[...]

P.O.V JUSTIN

Faltava apenas mais uma rodada para o jogo terminar e eu ja não estava aguentando mais.
Katy: verdade ou desafio?
Jenny: desafio -todos fizeram alguns sons com a boca alvoroçados, por que a verdade é.. se algum desafio não for cumprido terá uma grande consequencia.
Katy: corajosa você..-a risada de katy era de dar medo- te desafio a beijar o bieber.
ela esta ficando louca? parece que as noites de prazer que tivemos não adiantou muito, vadia.
Jenny: não podemos, ele é meu irmão.-me olhou com um olhar de confirmação, eu estava cansado de ser chamado assim, mas se é isso que a jenny quer.
Katy: hm, parece que temos um desafio não cumprido pessoal.
Justin: diz logo qual é a consequencia.-respondi sério e impaciente.
Katy: trocar por uma noite minha companheira de quarto por ela -sorriu sacartica- vamos nos dar muito bem.
Me levantei sério entre outros que também se levantaram pela hora e o termino do jogo, me aproximei de katy e a puxei pelo braço.
Justin: ta ficando maluca? -perguntei em um tom baixo porém grosso.
Katy: ai jus calma! -ela tentou soltar o braço pela devida dor.
Justin: calma? como calma porra, o que você quer? acabar com a minha vida? -perguntei apertando mais seu braço e a puxando com bastante força.
Katy: a-ai sua vida se chama jenny agora? -encarei seus olhos furioso e aos poucos larguei seu braço enquanto ela ria vitoriosa- ..adivinhei na certa.-riu sacartica.
Justin: não é bem isso, o que ela te fez?
Katy: por que ta protegendo a irmãzinha? tem medo de que eu faça alguma coisa com ela? -ela se aproximou do meu ouvido soltando um leve sussurro- em amorzinho?
Justin: durmo com você no lugar da jenny hoje -respondi engolindo a seco.
Katy: essa jenny ta valendo bastante em.. -a interrompi.
Justin: cala a porra da boca e aceita logo a sugestão -a tirei de perto de mim com rapidez.
Katy: ui adoro você estressadinho, ta bom, eu aceito, ah e.. ve se não demora -dei as costas quando katy me chamou- jus.. vou ta te esperando.
Nesse momento eu queria algo pra tapar a boca daquela filha da puta! eu estava bem irritado com a situação, a katy poderia fazer coisas horriveis com a jenny e alguma coisa ruim poderia acontecer, eu não quero que ela se machuque.
Vi a jenny andar rapido e corri para alcança-la.

Justin: hey jen, onde esta indo? -parei em sua frente sorrindo e a vi revirar os olhos sem parar de andar- o que houve dessa vez? -bufei um pouco impaciente.
Jenny: seria demais se eu pedisse pra sumir da minha frente?
Justin: eu não entendo você, uma hora esta bem comigo e outra quer que eu suma, qual é seu problema?
Jenny: você.-respondeu curta e grossa, bem tipico dela.
Justin: não fica assim..-a puxei pela cintura e colei nossos corpos- o que eu fiz?

P.O.V JENNY

Jenny: transar com a katy deve ter sido legal.-o empurrei com força- idiota!
Justin: o que? -ele parecia confuso- quem te disse isso jenny?
Jenny: ninguém precisou dizer, tava na cara bieber! faz um favor, volta la e transa com a katy! aproveita some da minha vida
Justin: eu não tou nem ai pra katy, eu quero você, é você quem eu gosto jenny! e essa porra de sentimento atordua noite e dia na minha cabeça, eu não aguento mais pensar em você e nessa porcaria de beijo, não aguento mais você me fazer de otario, eu.. desisto de você.-os olhos de justin tinha raiva assim como seu corpo precisava de um descanço e ele apenas deu as costas correndo ao sair dali.
Meus olhos estavam cheios d'agua e a minha vontade de chorar era inseguravel.
Jenny: SEU IDIOTA, ESTUPIDO! -gritei alto pra que ele pudesse ouvir- ..eu só não queria ter que sentir o mesmo por você.-falei em um tom baixo e chorei.

[...]

Abri a porta do quarto e a lisa estava encolhida no canto da cama, me aproximei lentamente e me sentei na cama sem extravagancia.
Jenny: aconteceu alguma coisa? -ela negou com a cabeça.
Jenny: lisa, você sabe que pode contar comigo então por que não diz logo? -deslizei minha mão por cima da dela- eu tou aqui com você, sempre estive.
Lisa: essas coisas que andam acontecendo jen, por conta disso você fica longe de mim e eu sinto tanto a falta dos meus pais -uma lagrima escorreu de seus olhos- aqui é legal e tudo mais só que eu não tenho certeza se me sinto bem aqui.
A lisa parecia desamparada, eu sei como é sentir saudades eu sinto falta da minha mãe, por incrivel que pareça até mesmo da daphine, mas aqui é meu futuro.
Jenny: quando entramos aqui eu disse que seria eu e você não disse? -confirmou com a cabeça- é assim que vai ser essa semana, eu vou ta aqui contigo e vai ser tão divertido que você vai esquecer que ta com saudades, a semana passa rapido você vai ver.-sorri a dando um ar de conforto.
Lisa: obrigado jen, eu te amo -me abraçou forte, que abraço gostoso.
Jenny: também te amo -sorri repentino.
Lisa: hoje a gente pode ver um filme eu faço pipoca -disse animada.
Jenny: hmm desculpe lisa mas eu não cumpri a consequencia do jogo e tive que pagar uma bem maior, vou ter que ser a companheira de quarto da katy -disse me levantando.
Lisa: então quer dizer que.. -a interrompi.
Jenny: quer dizer que a companheira de quarto dela vai vir pra ca -bufei.
Lisa: ninguém merece -disse junto a lisa e rimos da situação.
Jenny: eu vou tomar banho e ja volto pra buscar minhas coisas.

[...]

Jenny: me prometa que vai ficar tudo bem? -a abracei sorrindo.
Lisa: só se você me prometer que vai acabar com a vida dela -a voz dela era de terrorista credo.
Jenny: prometo -sorri um riso.
Lisa: eu quero que leve ela -lisa entregou em minhas mãos a sua boneca de pelucia.
Jenny: vou cuidar da teca pode deixar -sorri repentino- te vejo amanhã lisa, dorme bem.
Lisa: sonhe com pernilongos também -a ouvi dizer depois que fechei a porta.
É parece que agora nessa escuridão só existe eu, minha mochila e.. claro a teca, espero descobrir coisas sobre essa katy, ela não me engana.
[...]

P.O.V JUSTIN

A porra do kevin estava me deixando irritado mas se eu for parar pra pensar no que mais me irrita é saber que dormirei com katy hoje, aquela vadia ficou louca, eu só não faço o mesmo que fiz com kevin por que não adiantaria, infelizmente ele acordou aff. Peguei meus pertences e caminhei até o outro lado do acampamento até chegar na casa de katy, quando avistei a jenny que provavelmente estava fazendo o mesmo que eu, não a olhei nem se quer um momento, como eu disse cansei dessa brincadeira, ou ela me da valor ou eu proprio me dou. Ao chegar primeiro na porta da katy a jenny parecia confusa mas ignorei a causa batendo na porta.
Katy: você veio mesmo -abriu a porta me encarando com um sorriso zombeteiro.
Entrei sem demora e a puxei pela cintura arrancando de seus labios um beijo inesperado, katy usava um roupão branco preso com um laço em sua cintura.
Katy: ual -ela abriu a boca surpresa- então.. o justin não te contou que foi decisão dele trocar de lugar com você lindinha? -se referiu a jenny que agora parecia estar triste.
Jenny: não.. não me contou -ela me encarou com uma certa indignação- mas entendi, ja estou indo.-vi seus olhos se encherem d'água, oh céus como fui tolo.
Katy: bye lindinha..
Justin: Jen! -katy tapou minha boca com uma mão e a outra fechava a porta com agressividade.
Nesse momento eu estava me sentindo um monstro, talvez seja por que eu não aguento a ver assim, mas se ela me quer tão longe assim é isso que eu devo fazer.
Katy: então.. quando começamos? -me olhou maliciosa e eu a ignorei.
Justin: o trato era estar aqui, e eu estou -se aproximou envolvendo os braços em minha cintura sorrindo- mas é apenas isso.-a tirei de perto de mim com agressividade.
Katy: nossa jus, chegou com tanta vontade de me beijar e agora se faz de durão?
Justin: tanto faz -fui curto.
Katy: tudo isso por ela -reclamou.
Justin: para de falar dela para de encher o saco! o que você quer da jenny? -perguntei furioso.
Katy: o que ela roubou de mim -me encarou seriamente- você.
Justin: como poder roubar se eu nunca fui seu -cuspi as palavras na cara dela- ela não diz que sou irmão dela? então eu sou.
Katy: parece que isso te incomoda.
Jenny: não me importo com ela -disse jogando minha mochila sobre o chão e me sentando sobre a cama.
Katy: quem diria.. uma menina mudou você.
Justin: NINGUÉM PODE MUDAR QUEM SOU! PARA DE FALAR MERDA
Katy: VOCÊ ME AMAVA ANTES DAQUELA GAROTA JUSTIN, NOS ERAMOS UM DO OUTRO ATÉ QUE ELA CHEGOU E VOCÊ ENTREGOU A PORRA DO SEU CORAÇÃO A ELA -ela gritava, mas gritava tudo que eu não queria saber.
Justin: eu nunca amei você -soltei um riso ironico- cansei de te ouvir gritar, me deixa em paz -me deitei na cama encostando as costas na cabiceira e a ignorei totalmente.
Katy: se você não se importa com ela como diz -ela tirou o roupão e o deixou cair sobre o chão ficando apenas de langerie preta- me mostra o que veio fazer aqui -katy se sentou em meu colo me fazendo a encarar com muita riava.
Justin: eu vim cumprir uma consequencia e não que eu me importe com você, e muito menos com ela! -aproximei meus labios de seu ouvido e sussurrei- foda-se você e a Gilbert.
Katy: eu quero me foder, mas eu quero que você me foda justin! -rebolou em meu colo fazendo meu membro aos poucos dar sinal de vida, segurei em sua cintura com uma certa raiva e a fiz rebolar pra la e pra ca diversas vezes.
Justin: se livra logo disso! -disse grosso arrebentando com raiva sua langerie- ANDA PORRA!
E assim katy fez o que eu mandei, até ficar nua em minha frente, katy me deixava louco quando queria e as curvas do seu corpo me fazia querer ela toda pra mim aquela noite. Tirei minhas roupas com bastante rapidez e katy me ajudou, ela queria aquilo bem mais que eu, katy se apoiou em meus ombros e eu me posicionei enbaixo dela encaixando devagar a cabeça do meu membro em sua intimidade, naquele momento pude sentir seu corpo estremecer, com minhas mãos na cintura de katy a deslizei sobre meu pau e a fiz sentir cada centimetro meu dentro dela.
Katy: aaaaaahmm jus -pude ouvir seus gemidos que ao chegar em meus ouvidos fez com que meu corpo pedisse mais.
Com minhas mãos fazia katy rebolar e quicar no meu pau com muita vontade, peguei em seus cabelos com uma certa agressividade e os puxei com muita força encarando seus olhos com raiva.
Justin: que boceta gostosa sua vadia, rebola mais porra! -a fiz sentar com forças absurdas em meu membro- isso, assim!
Empurrei katy pra trais a fazendo se deitar na cama e sem sair da minha posição(sentado) eu abri bem suas pernas pro lado e continuei penetrando sem parar, mechi em seu clitóris e cuspi no mesmo até que ficasse vermelho do jeito que eu queria.
Katy: não para jus, não para! -os gemidos de katy me fazia ter ainda mais raiva daquilo tudo.
Eu a penetrava com arrogancia, era um sexo bem selvagem e gostoso mas.. era esse delicioso sexo que me fazia esquecer dos problemas. eu liguei o foda-se pro mundo e estava fodendo katy como um louco, e não pretendo parar por ai.
Posicionei katy de quatro em minha frente e penetrei meu pau no meio de sua bunda a fazendo gritar de dor e me enchendo de prazer com aquele delicioso e apertado lugar, rocei meus labios em sua orelha e soltei um sussurro.
Justin: esse aqui é o Justin Bieber que todos sempre conheceram, e vai ser esse Justin Bieber que nada nem ninguém ira mudar! -soltei um sorriso malicioso e dei um forte tapa no rosto de katy- eu quero te ouvir gemer pro resto da minha vida, vadia.

P.O.V JENNY

Limpei as lagrimas antes de abrir a porta do quarto onde justin dormia, provavelmente ele não vai estar ali mas o problema era alguém me ver chorando, eu gosto de me esconder quando faço isso e além de estar assim eu cai no caminho vindo pra cá, e não ta nada bem. abri a porta e coloquei minha mochila encima da cama de justin e sorri repentino ao ver kevin acordado se aproximando de mim.
Jenny: você esta vivo! -o abracei feliz.
Kevin: o que houve com você? -perguntou preocupado.
Jenny: ah sim.. história longa -me sentei na cama e estiquei minha perna com o joelho machucado- ai ta doendo bastante -reclamei de dor.
kevin: deixa que eu dou um jeito nisso -se aproximou de mim com a caixa de curativos- não quer me contar essa história direito? -disse passando remédio em meu joelho.
Jenny: eu cai quando estava vindo pra cá.
Kevin: isso é motivo de estar chorando? -como ele tinha essa facilidade sobre mim?
Jenny: eu não estava chorando, juro.
Kevin: seu olho ta inchado jenny, vem deita aqui -ele me ajudou com os traviseiros e me deitou lentamente na cama se posicionando ao meu lado- pronto. agora vai melhorar -vi que kevin enfaixou meu joelho com gases.
Jenny: obrigado kevin -sorri de agradecimento.
Kevin: eu que te peço obrigado, você me ajudou quando eu precisei e agora estou aqui fazendo o mesmo por você -corei as bochechas, o kevin me deixava bem sem graça.
Jenny: estamos kits rs
Kevin: me fala qual é o problema -persistiu.
Jenny: coisas do coração -suspirei.
Kevin: qualquer que seja pensa com calma, nada relacionado a amor é tão facil assim.
Jenny: acho melhor deixarmos pra lá -mudei de assunto- o justin esteve aqui?
Kevin: o sem juizo? sim -ele riu- disse que encontraria uma garota.
Jenny: não disse mais nada? -perguntei curiosa.
Kevin: não, apenas isso -ela ria sem parar-
Jenny: do que esta rindo?
Kevin: você com ciumes do desordenado, é bem engraçado.
Jenny: eu com ciumes dele? nunca! -mechi o cabelo tentando disfarçar.
Kevin: você parece gostar dele jen -ele encarou meus olhos.
Jenny: coisa da sua cabeça -peguei a teca da lisa e a apertei conta mim.
Kevin: o que eu penso nunca me desaponta, mas enfim..-ele pegou a teca e a colocou de cabeça pra baixo rindo- é sua?
Jenny: hey, não, para! -puxei a teca de volta pra mim- é da minha melhor amiga lisa e se um dia ela souber disso te mata!
Kevin: eu era muito apegado a um, mas minha mãe me fez o substituir por um diario -ele sorriu- não gosta de escrever o que sente?
Jenny: fazer isso me faz pensar, e pensar no que eu sinto é uma tortura, me sinto no filme jogos mortais -ri junto ao kevin.
Kevin: você é ilaria jen -mudou de assunto- que tal terminarmos de ler o livro?
Jenny: otima idéia, vamos -me posicionei melhor na cama e kevin sentou ao meu lado abrindo o livro e começamos a ler juntos.
Era otimo estar com kevin ali, ele me fazia um tanto bem, e a magoa que justin brotou ali kevin fazia desaparecer em questão de segundos. Depois de lermos bastante kevin se deitou para dormir e eu fiz o mesmo.
Kevin: boa noite jen
Jenny: boa noite kevin
Fechei meus olhos e rocei meu nariz no traviseiro sentindo o cheiro de justin em minhas narinas, sorri de olhos fechados e adormeci, eu não posso estar perto dele, não posso gostar dele, mas é impossivel quando se trata do cara mais incrivel do mundo. uma lagrima escorreu de meus olhos. olha o que você faz comigo justin bieber.

Continua...
Gif

As meninas que estão lendo meus avisos sabe o por que da demora, não vou repetir novamente por que é a mesma coisa gente, ele ainda esta procurando um emprego, nada é facil, ainda mais para um pau no cu como meu irmão, enfim, espero que vocês gostem e não me batam por a jenny ser assim, ela tem seus motivos que um dia todas vocês vão reconhecer, um beijo a todas e até a proxima, amo vocês.

Make you believe- Capitulo 7. "Eu pensei que ontem significasse alguma coisa pra você"

26 comentários: | |


Acordei tão bem que nem a lisa estava aguentando a minha tamanha agitação.

Jenny: vamos, acorda, acorda! -mexi em seu corpo e ela se contorcia lentamente.
Lisa: hmm, me deixa, ta cedo ainda.-afundou ainda mais a cara no traviseiro.
Jenny: aé? ok, quando você perder todas as atividades de hoje não vai ser eu que vou te lembrar, rum -cruzei os braços e fechei a cara- lisa.. aarrg- revirei os olhos e fiz um coque em meu cabelo.
Jenny: eu vou sem você.
sai por aquela porta não muito furiosa, mas o que tinha acontecido com a lisa? ela nunca foi assim, eu que sempre fui a preguiçosa dali, mas pensando bem.. a lisa precisava mesmo de um descanso, ela estuda demais, ah eu também estudo mas ela merece descansar e minha curiosidade nesse acampamento só fazia crescer, vou procurar um lugar pra ficar sozinha.

O sol não estava tão quente, tava rasuavel e chegava a ser bem gostoso, as flores costumam expandir seus cheiros e mostrar suas lindas cores em tempos assim, avistei um lindo jardim com várias delas e resolvi me aproximar, tirei uma rosa e levei até meu nariz, aquele cheiro doce acalmava minhas narinas, era gostoso sentir o cheiro delas, abri os olhos quando..

xXx: oi, como se chama? -um garoto de óculos e com um penteado justo se aproximou, quem era ele? 
Jenny: oi, me chamo jenny, e você quem é? -o encarei esperando uma resposta.
Kevin: kevin, é um prazer jenny -ele estendeu sua mão e eu apertei o cumprimentando.
Jenny: magina rs, você costuma aparecer sempre assim? -perguntei com um sorriso timido nos labios, ele tinha me assustado.
Kevin: oh me desculpe, meu caminhar costuma a ser leve -ele soltou um pequeno riso.
Jenny: percebi rs, e até que gostei e você deveria me ensinar -soltei um riso ainda segurando a flor.
Kevin: fica melhor assim -ele colocou a rosa atrás da minha orelha fazendo meu cabelo tapar apenas a metade da mesma.
Jenny: gosto de flores, e pelo jeito.. você de livros não é mesmo? -me referi ao livro que ele carregava.
Kevin: sim, eu amo ler, você gosta?
Jenny: por uma grande conhecidencia você carrega o meu favorito -abri um sorriso e pude o ver corar.
Kevin: não que ler comigo? -confirmei com a cabeça e kevin me puxou pra sentar em um banco que havia ali.
Ficamos lendo e conversávamos um pouco sobre cada um, o kevin parecia ser muito legal.

P.O.V JUSTIN

Tinha acabado de me arrumar e tomar café da manha até que me dei conta de uma coisa..
Justin: onde o nerd se meteu? -pensei alto em quanto tentava entender.
Hoje começa as atividades e se eu não o encontrar vou me ferrar e muito, não é o kevin que vai me foder dessa vez, não ele.
Baguncei meu cabelo e deixei o quarto para caminhar la fora, não que eu estivesse o procurando mas eu não teria nada que me destraisse la dentro.

Caminhei um pouco sobre o acampamento até que de longe avistei uma menina de cabelos negros ao lado de alguém.. mas aquela não seria a..
Justin: jenny? o que ela faz ali? -me aproximei mas um pouco enxergando melhor- aquele é o.. é o kevin? o que ele ta fazendo com a minha garota?
apressei os passos furioso, o nerd ta querendo da o primeiro passo na pessoa errada!
Justin: o que você ta fazendo aqui? -perguntei furioso o encarando com uma certa raiva.
Kevin: mas, e-eu.. enfim, esse é o meu companheiro de quarto jenny
Jenny: tinha um melhorzinho não? -eles conversavam como se eu não estivesse ali- ja conheço- ela revirou os olhos.
Justin: você não deve se meter, aliás, o que ta fazendo aqui a essa hora? -a encarei com raiva, a jenny ainda não me viu pior!
Jenny: pelo que eu sei bieber você não manda em mim -ela se levantou cruzando os braços enquanto kevin observava ainda sentado.
Kevin: vocês ja se conhecem? 
Jenny: sim, ele é meu irmão! - O QUE?
Justin: não sou! -reprendi.
Kevin: afinal, são ou não são? -ele se levantou confuso.
Jenny: sim!
Justin: não! -ela disse atravessando minhas palavras aar- por que não diz pra ele que..
Jenny: dizer o que bieber? que minha mãe e seu pai vivem juntos? -por que ela estava fazendo aquilo? o que aconteceu ontem foi passageiro?
Kevin: olha, não precisam brigar, eu e a jenny só estavamos..
Justin: não interessa, estavam juntos! -o interrompi aumentando o tom de voz.
Jenny: estavamos lendo um livro juntos, apenas isso, e você estragou tudo vindo aqui, me deixa respirar bieber! ou quer que eu morra sufocada? eu tenho uma vida você sabia disso? -eu não sabia mais o que dizer, talvez eu fosse um idiota, ou talvez eu só não quisesse ser chamado de irmão.
Kevin: acho que vocês deveriam conversar
Justin: não quero conversar com ela! -respondi em um tom grosseiro- não sei nem por que você abriu a porra da boca pra falar também.
Me retirei dali o mais rapido possivel, o que ta acontecendo comigo?

P.O.V JENNY

Jenny: EU ODEIO O BIEBER AAAAAAARRR -bati a porta com força me arremeçando na cama.
Lisa: começou..
Jenny: ele precisava ter feito aquilo? 
Lisa: feito o que?
Jenny: pensei que ele não fosse capaz de me envergonhar na frente das pessoas!
Lisa: JENNY, OI, ME CONTA ISSO DIREITO! -ela sacudiu meu corpo me encarando.
Jenny: ta, foi assim.. -me sentei e comecei a explicar.

Depois de alguns minutos..
*vocês terão que correr sem largar a bola e no final da partida deverão arremeça-las na cesta, as 2 turmas que fizer mais cestas em menos tempo terão uma noite bem divertida envolta da fogueira*
 Haviam 4 turmas jogando, mas apenas duas ganhariam a fogueira hoje a noite, darei o meu melhor nisso aqui!
kevin estava ao meu lado e justin.. não quero nem ao menos saber onde ele esta. segurei a bola me posicionando para correr. 
Kevin: se concentre! -susurrou em meu ouvido- vai conseguir! -senti os dedos dele se entrelaçar nos meus e logo se desfazendo lentamente.
abri um sorriso e o apito havia sido usado, corri bastante até chegar no ponto da partida, não quis saber quem estava ao meu lado, mas ja sentia o gosto da vitória.
[...]

Depois de ter corrido 12 vezes e ter feito 10 cestas em casa rodada, me sentei no banco para descansar.
xXx: ora ora, a campeã ta cansada.-aquela loira que havia me encarado dessa vez estava em minha frente.
Jenny: quem é você? -perguntei sendo direta.
Katy: hoje irá me conhecer jenny -ela pronunciou meu nome e com um sorriso zombeteiro se retirou.
como ela sabe meu nome? e o que quer comigo? 
Kevin: eu disse! disse que conseguiria! -me abraçou em tamanha animação.
Jenny: eu estava esperando você aparecer, onde esteve?
Kevin: terminando a atividade e parece que não me dei muito bem -ele sorriu mesmo assim- então.. me procurava pra que?
Jenny: pra isso.. -o abracei forte- e te pedir obrigado por me ajudar hoje.

P.O.V JUSTIN

Eles estavam ali, juntos e eu não poderia deixar isso acontecer, eu prometi a mim mesmo, a jenny vai ser minha! sem nem pensar duas vezes corri até kevin e o derrubei no chão com o forte soco que lhe dei.

Justin: falei pra ficar longe dela! -e quando tentei ir pra cima dele novamente a jenny me segurou.
Jenny: você ta ficando louco? por que ta fazendo isso? -ela me encarava com bastante raiva enquanto me enchia de tapas.
Justin: eu disse jenny, disse pra ele nunca mais tocar em você, e olha o que ele faz!
Jenny: por que você não para de se meter na minha vida bieber? ele não fez nada pra você, seu idiota! -ela se agaixou enfrente a kevin e segurou firme seu rosto- kevin, hey, acorda! você não pode ficar assim, ai meu deus!
Justin: ja sei o que podemos fazer -ela me interrompeu com gritos.
Jenny: A CULPA É TODA SUA, COMO EU QUERO ACABAR COM VOCÊ JUSTIN BIEBER!
Justin: jenny, me escuta! se continuarmos com o corpo dele aqui, só vai nos ferrar.
Jenny: o corpo? o que você ta querendo dizer seu estupido? ele não morreu! -ela deu alguns tapinhas em seu rosto tentando despertar- vamos kevin, acorda porra, ACORDA!
Justin: vem, vamos levar ele pro quarto, la resolvemos isso -me abaixei um pouco pegando kevin no colo e jenny me ajudou.
Jenny: você só me mete em problemas -ela resmungava enquanto caminhavamos.
Justin: vai continuar reclamando e defendendo ele?
Jenny: não vou nem te responder.
Eu sabia o odio que jenny estava de mim, mas eu não poderia ter deixado ele se aproximar tão perto dela assim, primeiro leram um livro juntos e agora se abraçam, eu não aguento ver a jenny perto de ninguém.

P.O.V JENNY

O kevin estava sangrando um pouco e aquilo me assustava, ele não acordava de jeito nenhum, mas a pergunta que martelava minha cabeça era.. por que justin fez isso? não tinha por que, kevin é uma otima pessoa e não duvido que seja um otimo companheiro de quarto também.

Jenny: pronto, terminei o curativo, não vai mais sangrar -deslizei as mãos no rosto de kevin e pude ouvir justin bufar- sua sorte é que o oculos não quebrou -soltei um riso fraco ao olhar para kevin.
Justin: ele não te escuta.
Jenny: não se meta -o quebrei com certas palavras, aff.
Justin estava sentado em sua cama de cabeça baixa, espero que se sinta cupado, foi desnecessário ter machucado o kevin.
Guardei o óculos de kevin encima da mesa e se justin levantasse para quebra-lo eu juro que dessa vez quebraria a cara dele!
me sentei na cama bem afastada de justin.
Justin: não vai mesmo falar comigo né? -ele me olhou cabisbaixo, é eu realmente não queria mas falar com ele.
Justin se aproximou mais de mim e eu apenas o ignorei.
Justin: olha jenny, eu.. eu sinto muito -o interrompi ali mesmo.
Jenny: se tivesse sentido muito não teria feito.
Justin: eu não tive culpa..
Jenny: não teve culpa? para de falar besteira!
Puder ver justin triste, aquilo de uma certa forma me doia, não sei por que, mas me incomodava o ver assim.
Jenny: eu só queria saber por que fez isso -o olhei esperando uma resposta.
Justin: eu pensei que ontem significasse alguma coisa pra você.-pude ver sua face se envergonhar e entristecer por completa.
justin teria feito isso para ser notado? não acredito.
Jenny: olha, você pode não acreditar, mas é impossivel não notar você, por que você não desgruda de mim então não tem como não notar você -o olhei com uma esprexão melhor agora.
Justin: não, não é bem isso..
Jenny: é o que então justin? me diz antes que essa porcaria de duvida me sufoque! -aumentei um pouco a voz.
Justin: ele tocou você, vocês estavam tão juntos e eu não suportei ve-lo tão proximo de você, por que.. por que..
Jenny: por que..?
Justin: por que era eu quem deveria estar ali jenny, era eu quem deveria ser o primeiro e ultimo a te abraçar! -ele se sentou com os pés na cama de frente a mim- por que você não sabe mais.. eu.. 
Jenny: você não vai falar isso, não pode falar isso! -aproximei meus lábios de justin e sim.. eu o beijei, nem eu sabia realmente o por que mas, eu precisava senti-lo. A minha lingua e a de justin dançavam mais uma vez, quilo era delicioso, justin me puxou para seu colo e minhas pernas se envolveram em torno de sua cintura, segurei firme em sua nuca e as mãos de justin caminhavam lentamente sobre minhas costas, me enclinei para trás o trazendo pra cima de mim, justin estava quente e seu corpo ao meu me fazia acender uma espécia de calor dentro de mim, senti algumas mordidas em minha boca, justin sabia muito bem o que sentiamos.. ódio, raiva, magoa, desespero.. MEDO!

Jenny: aaaai! -empurrei justin pra longe de mim partindo nosso beijo.
Justin: o que foi? eu te machuquei? -ele parecia preocupado e sem saber o certo eu encolhi minhas pernas e a abracei.
Jenny: na- não, eu não sei -suspirei o encarando sem entender se nem eu sabia o que estava havendo ali, imagine ele.
Justin: jen, não fique com medo -ele se aproximou novamente e me prendeu em seus braços acariciando levemente meus cabelos.
Jenny: não é medo.. só, só que.. você se parece tanto com.. -o olhei profundamente nos olhos mas um aviso da diretora interrompeu.

*as turmas vencedoras deverão comparecer a fogueira imediatamente, se divirtam*
passei as mãos no cabelo confusa, nossa o que realmente tinha acontecido? 
Justin: acho melhor irmos.. -ele se levantou devagar e eu fiz o mesmo.
Jenny: será que ele vai ficar bem? -perguntei me referindo ao kevin que adormecia.
Justin: sim, vai, e nós vamos ficar melhor se formos pra la -disse acariciando minha mão.
Jenny: então.. vamos logo rs -soltei um riso fraco.
Justin: mas antes.. você ta bem? -me encarou preocupado.
Jenny: vamos logo antes que eu mude de idéia! -o puxei pra fora do quarto e ele proseguiu rindo.

Eu não gostava do bieber, mas uma coisa que eu realmente gostava.. era que ele sempre cai de cabeça sem se preocupar com as consequencias nas minhas idéias.

[...]

Estavamos todos sentados na roda e eu pedi pra que justin não ficasse perto de mim, ta certo que nos beijamos mas ele perto de mim estaria muito na cara, acho que ele não se chatiou, até por que ele estava comendo os seios de uma garota com os olhos, aff e como ela não manda ele sucegar o faixo? ao contrário, é uma vadia que provavelmente quer ele, olha como estão rindo.

xXx: eeei, ta ai? -o representante de turma balançava as mãos enfrente aos meus olhos chamando minha atenção- vamos começar o jogo.
Jenny: jogo? -pisquei os olhos várias vezes, opa acho que me destrai mesmo.
xXx: sim, verdade ou desafio.
ho não, sempre me ferro nesse jogo, passei meus olhos em alguns alunos que havia ali e aquela loira que eu havia encontrado hoje mais cedo estava entre eles, e o pior, me encarava com o mesmo sorriso maroto nos labios.

FLASH BACK ON

xXx: ora ora, a campeã ta cansada.-aquela loira que havia me encarado dessa vez estava em minha frente.
Jenny: quem é você? -perguntei sendo direta.
Katy: hoje irá me conhecer jenny -ela pronunciou meu nome e com um sorriso zombeteiro se retirou.


FLASH BACK OFF

xXx: hmm, vamos começar -ele girou a garrafa e minhas mãos suavam, esse jogo me deixa mega tensa.
depois de alguns segundos.. por mera.. conhecidencia não, na verdade AZAR a garrafa estava entre eu e a loira, não acredito!
xXx: vejamos.. katy e jenny -então ela se chamava katy?
Katy: verdade ou desafio? -me encarou sorridente e eu teria que pegar muito leve, não a conhecia.
Jenny: verdade -respondi engolindo a seco.
Katy: é verdade que você gosta do bieber?

O QUE?

Continua...
Gif

Sinto uma leve impressão de que deixei vocês curiosos kkkkk, desculpem mesmo pela demora, vocês sabem né.. o meu irmão, sem emprego e bla bla bla, tento fazer de tudo pra postar mais não é sempre. e agora? justin cheio de ciumes da Gilbert malvada, hmmm e o kevin será que vai acordar? a katy ta sendo um probleminha na vida da jenny, mas tudo acaba de começar.. eles se beijaram de novo, isso é bom, mas.. por que jenny tem tanto medo? o que será que ela esconde? comentem e até o proxímo capitulo amores.

Make you believe- Capitulo 6. "A chuva é a nossa musica" dedicado: Carolina Pontes.

18 comentários: | |

Trailler da IB > aqui

Hoje começa o acampamento e eu já teria arrumado minhas malas, todos vão ficar 1 semana, inclusive eu rs, eu não sei se o justin conseguiu e hoje nem ele, nem o tal jeramy dormiram aqui por um momento fiquei pensando se minha mãe cansou de aguentar ele e terminou, será? se sim hoje vai ser um dos melhores dias da minha vida! só de pensar que não vou abrir a porta e dar de cara com o bieber todos os dias seria maravilhoso, só de pensar já me vejo feliz naquele acampamento, mesmo sabendo que ele é da mesma turma que eu aarrg, mas até que isso da pra suportar, ou nem tanto.

Lucy: esta tão concentrada -ela colocou um pouco de suco no copo enquanto me olhava.
Jenny: sério? acho que tou um pouco nervosa.-disse tomando um gole do suco, era de maracujá o meu preferido hmm.
Lucy: devia estar tranquila por que pelo pior você já passou.
Jenny: disso eu sei, mas como são as coisas por la não faço a minima ideia.
Lucy: a lisa vai estar lá, vocês vão se dar super bem filha.-ela disse com um ar de tranquilidade.
Jenny: espero que sim.-abaixei o olhar e logo voltei a encara-la- mãe.. hm.. terminou com o jeramy?
Lucy: não, claro que não, por que a pergunta?
Jenny: não o vi hoje
Lucy: eles também tem a casa deles e o jer ultimamente ta bastante atarefado, ta resolvendo coisas do trabalho dele, e pro justin também.
Jenny: ah sim (não foi dessa vez) -terminei de comer e coloquei meu cabelo pra trais.
Lucy: falando no justin.. ele passou?
Jenny: não sei absolutamente nada da vida dele, por que as pessoas sempre acham isso? -mudei um pouco meu tom de voz e ela percebeu.
Lucy: por que se irrita tanto ao falar dele?
Jenny: alergia, só de ouvir o nome provoca, enfim já vou indo -peguei minhas coisas e fui em direção a porta.
Lucy: você vai acabar precisando dele um dia, boba rs boa sorte, nos vemos em breve, EU TE AMO -ela disse alto mas ja tinha fechado a porta.
Jenny: TAMBÉM TE AMO MÃE! -respondi do lado de fora e caminhei até o ponto de ônibus era lá que iria me encontrar com a lisa, eu estava muito ansiosa, mas vai dar tudo certo.

P.O.V JUSTIN

Jeramy: tou te sentindo um pouco triste, aconteceu alguma coisa garotão?
Justin: não, eu só queria levar meu carro.-suspirei passando a mão sobre o carro.
Jeramy: eu sei que é importante pra você, mas só serão alguns dias ok, agora vamos -ele bateu em meu ombro-
Eu não gostava de ficar sem meu carro, me apeguei fácil a ele, mas teria de colocar na cabeça que seria apenas alguns dias, só alguns dias!
Jeramy: nunca mais vi a sua namorada
Justin: não tenho namorada.
Jeramy: quem é a tal da katy então? -ele me perguntou confuso.
Justin: katy? não, não, não é ela que eu quero.-balancei a cabeça pegando meu iphone e encarando uma foto da jenny com 14 anos que a lisa me mandou.
Jeramy: qualquer que seja, não desista por que você.. -falei junto a ele.
Justin: por que eu sou o Justin Bieber, eu sei.
Sorrimos um pro outro e continuamos a andar, quero ver a cara da minha jenny quando me ver la, ela nem imagina o quanto vai ser incrivel.
[...]

P.O.V JENNY

Eu e a lisa chegamos no acampamento e la já havia algumas pessoas, inclusive uma loira que eu não fazia a minima idéia de quem seja, mas ela não parava de me olhar e isso chegava a ser irritador.

Jenny: você conhece? -perguntei a lisa que não parava de mexer no cabelo.
Lisa: não, mas já vi ela, é da escola.
Jenny: ela não para de me encarar, o que ela quer? 
Lisa: eu não faço idéia, mas vou pesquisar mais sobre.-lisa abriu um sorriso malicioso, era de dar medo.
Jenny: você é tão esperta, vlw lisa. mas esse lugar é lindo demais, não vejo a hora de começar a diversão logo!

*meninos e meninas formem uma fila até a cabana da diretora para pegar o número dos quartos que iram ficar e com quem dividir, boa sorte a todos e sejam bem vindos ao acampamento*
Assim que pude ouvir aquilo meu coração acelerou tão forte, aquela sensação de estar ali era magica, mas realmente eu estava ali, e era tudo que eu queria.

Depois de alguns minutos levei minhas coisas até o quarto onde eu e a lisa vamos ficar.

Jenny: finalmente! -me joguei na cama de olhos fechados me espalhando na mesma- ai que macia. isso parece um sonho.
Lisa: kkk boba, que tipo de sonho? -ela se jogou ao meu lado apoiando a cabeça em um só braço.
Jenny: o melhor acampamento dividindo o quarto com a melhor amiga, tem coisa melhor que isso? -soltamos gargalhadas e nos abraçamos com bastante alegria.

P.O.V JUSTIN

Diretora: você fica com o quarto 6 senhor bieber.
Justin: 6? mas eu gosto do 9 -fiz uma careta, o 9 tinha banheira.
Diretora: é o unico disponivel pra você, se comporte.-ela me entregou uma ficha com o numero do quarto.
Diretora: que você vai dividir o quarto com um colega.
Justin: mas que merda, quem seria?
Diretora: com o kevin, modos existem bieber!
Justin: sabe.. -aproximei meu rosto ao dela- eu sempre esqueço de usar.-pisquei e peguei minhas coisas dando por fim um sorriso.
Justin: nos vemos por ai
Diretora: juizo senhor bieber juizo!

[...]

Coloquei minha mochila(mala) sobre o pé da minha cama onde eu ficaria.
Justin: nada mal -disse observando o comodo.
Kevin: olá -ele apareceu em minha frente me fazendo tomar um pequeno susto.
Justin: nossa cara, não apareça assim.-me levantei e o cumprimentei estendendo a mão- eu me chamo Justin, Justin Bieber e você?
Kevin: desculpe não sou acostumado com isso, me chamo Kevin Forbes -ele apertou minha mão e logo a coloquei sobre os bolsos.
Justin: hm, ta a quanto tempo aqui? -reparei em suas roupas e ele parece ser muito certinho, isso me incomodava de uma certa forma.
Kevin: esse ano, o meu pai queria me colocar em um lugar que me fizesse aprender -ajeitou um livro enbaixo de seu braço, ajeitando o oculos que parecia estar caindo.
Justin: com essas roupas você nunca vai aprender -soltei um riso o fazendo rir envergonhado, a qual é só disse a verdade- me deixa ver essa coisa -peguei o tal livro e ele fez um escandalo.
Kevin: na- não é uma boa idéia -ele tentou pegar da minha mão mas me joguei na cama folheando.
Justin: querido diário, ganhei uma espinha no.. céus -arregalei os olhos rindo da situação e logo kevin puxou o mesmo da minha mão.
http://25.media.tumblr.com/33b5b1eb4cad2f7835e02d0341d60fed/tumblr_mv99wu1qUk1sflh6io1_500.gif
Kevin: gosto de privacidade portanto mantenha distância.
Justin: já tenho um novo assunto pro meu diário também. Querido diário o meu colega de quarto é um nerd virgem que precisa urgente de mim -ri, ele ficou calado sem dizer nada-
Justin: ah para kevin, já ouviu falar de mulheres?
Kevin: mas é claro que sim, aliás me dou super bem com alguma delas.
Justin: e o que você acha delas? -perguntei com uma malicia nos labios.
Kevin: simpaticas e super inteligentes.
Justin: são bonitas? seu pau já ficou duro ao olhar pra elas?
Kevin: não olho pra isso justin -ele lançou um olhar envergonhado pro seu notbook.
Justin: você nunca teve vontade de foder elas cara? a bunda grande delas em você, imagina kevinzinho, o seu mini pipi em uma bunda grande e saborosa, pra frente.. e pra trais -fiz alguns gestos com as mãos e fechei os olhos- não para bieber, ai bieber, vai bieber, ta gostoso -fiz uma voz fina e logo depois soltei uma risada.
Justin: isso é o que elas querem, solta essa pose de menininho, você precisa transar cara! -dei um tapinha no ombro dele e fui em direção ao espelho.
Kevin: já tentou ir em uma igreja? você anda precisando rapaz -pude ver o reflexo dele no espelho.
Justin: sim, o padre disse que sou gostoso -baguncei meu cabelo soltei um pouco as calças fazendo as mesmas ficarem enbaixo da minha cueca vermelha.
Kevin: você vai pra onde assim? temos que fazer algumas tarefas -fui até a porta e antes que pudesse sair olhei para o kevin.
Justin: depois fazemos parceiro, vou dar uma volta.
Fechei a porta e pude ouvir as reclamações do kevin, mas em compensação eu vi uma coisa muito melhor que aqueles óculos feios, mulheres.. estavam jogando vôlei do lado de fora de seus quartos, tinha coisa melhor que aquelas super coxas apertadas naquela calça de frio?

Katy: hey -ela cutucou meu ombro e olhei pra trais rapidamente.
Justin: o que faz aqui? 
Katy: eu passei na prova ué, por que ignorou todas as minhas ligações? -ela colocou a mão na cintura fazendo bico.
Justin: andei ocupado.
Katy: antes não era assim, estavamos juntos todos os dias -deslizou as mãos sobre meu abdomem.
Justin: ta viajando, agora tenho que ir -tirei as mãos dela de mim e me afastei.
Katy: é a jenny né?
Justin: que? o que tem ela? -me virei por um instante a esperando responder.
Katy: ela ta mechendo com você e te tirando de mim -cruzou os braços.
Justin: ta viajando de novo -ri-
Katy: e falando nela, vi hoje, com uma amiga do lado, sou bem mais bonita que ela, você anda bem cego viu jus -ela abriu um sorriso desafiador.
Justin: tenho coisas pra fazer, ah, parece que vai chover, melhor entrar viu katy.. possa ser que seu cabelo fique pior -soltei uma piscada e me retirei a deixando furiosa, não poderia ficar sem essa rs.

[...]

Avistei a lisa sozinha falando ao telefone e me aproximei.
Justin: oi.. -sussurrei em seu ouvido e pude senti-la se arrepiar.
Lisa: oie justin mas que saudades -ela me abraçou com uma certa vontade.
Justin: também senti, depois daquele confusão não nos vimos mais -retribui soltando um sorriso.
Lisa: ainda bem que tudo se resolveu não é mesmo.
Justin: sim.. e a jenny? -perguntei sendo direto.
Lisa: ah a jen, ta bem -sorrio.
Justin: ta mas onde é que ela ta?
Lisa: no quarto 12 ficamos com ele rs
Justin: obrigado, fico feliz em te ver lisa, a cada dia mais linda -beijei seu rosto e sorri me retirando.

P.O.V JENNY

Tinha acabado de ler meu livro favorito, eu amo livros, eles me acalmam quase sempre com eles consigo deixar o stress fora do alcance, isso é otimo. mas havia outra forma de me acalmar e eu encontraria bem ali. Me levantei da cama e deixei meu livro sobre a mesma e caminhei em direção a janela, estava chovendo e sendo assim estendi as mãos para sentir cada gota ao meu alcance. A chuva tinha um poder sobre mim, me tranquilizava de uma forma que nem eu mesma conseguia traduzir, eu amava aquilo, ficar assistindo aquilo não me importava, quanto mais chuva melhor. Fechei os olhos por alguns instantes e comecei a cantar uma linda música que me fazia o lembrar o..

Justin: como você canta bem -disse ele em minha frente do outro lado da janela.
Jenny: tava bom demais até você chegar -revirei os olhos- pagou quanto pra estar aqui?
Justin: quer mesmo saber?
Jenny: acho que sim, se não eu não teria perguntado.
Justin: pelo menos poderia me tirar da chuva não acha?
Jenny: ok, de a volta e eu abro a porta -caminhei até a porta e abri a mesma, procurei por ele e nada aaaarg, fechei a porta novamente quando..
Justin: psiu jen, aqui -ele já estava lá.
Jenny: gosta de me fazer de idiota não é mesmo?  -fiz careta.
Justin: não, eu nunca faria isso com você -se deitou sobre minha cama.
Jenny: você sabe que não podemos conversar aqui! -o encarei séria.
Justin: aqui não mais.. -ele sorrio pra mim com uma certa malicia.
Jenny: o que quer? anda não tenho muito tempo -cruzei os braços.
Justin: vamos dar uma volta -levantou segurando um de meus braços.
Jenny: ta chovendo, c-h-o-v-e-n-d-o você não percebe? -soltei meu braço.
Justin: não é você que gosta de chuva? e outra mais, você precisa de alguém que te apresente o acampamento -me olhou com uma cara de sinico aar.
Jenny: eu posso muito bem ir sozinha -empinei o nariz e cruzei os braços.
Justin: vem logo jenny -me puxou pelo braço com rapidez.
Jenny: aaaaaaaain bieber me solta idiota! -andamos na chuva e justin me puxava com rapidez- TA AUMENTANDOOO JUSTIN! -nossas roupas bem molhadas e a chuva só fazia aumentar.
Justin: vem -corriamos rapido e justin não parava de rir.
Depois de alguns minutos correndo, justin me levou em um lugar que.. pelo que eu via era um pouco distante do acampamento apesar de fazer parte dele. Tinha algumas árvores mas a chuva chegava a ser tão forte que eu e justin já estavamos ensopados.

Jenny: você é louco -corri pra baixo de uma árvore e me encolhi rindo.
Justin: você acha? -justin sacudiu o cabelo deixando o mesmo todo bagunçado.
Jenny: mas afinal.. que lugar é esse? -tirei meus olhos de justin e olhei em volta.
Justin: todo ano eu venho aqui, parece que ninguém sabe desse lugar, só eu e.. você claro -ele me olhou sorrindo, o que ele queria dizer com isso?
Jenny: realmente, aqui é lindo -abri um sorriso- mas pra que me trouxe aqui? -levei meus olhos lentamente a justin.
Justin: vem, eu vou te mostrar -ele pegou e minha mão e me puxou para o meio da chuva.
Jenny: o que? não justin estamos nos molhando aaa -disse entre risos.
Justin: além de chuva você gosta de dançar? -apertei os olhos com dificuldade por culpa da chuva, justin sorria como se não houvesse amanhã, ele falou um pouco alto pois o barulho da chuva estava estravagante.
Jenny: dançar? como assim? -respondi no mesmo tom tentando limpar meu rosto.
Justin: a chuva ta afetando seu cerebro rs, ve -me puxou pela cintura e eu sem reação apenas envolvi meus braços no pescoço dele.
Jenny: por que estamos dançando sem música? -encarei seus olhos dourados movimentando meus pés pra lá e pra cá assim como justin.
Justin: música? a chuva é a nossa música jen -ele aproximou seus lábios de meu ouvido e automaticamente meus olhos se fecharam, estava frio mas eu gostava daquilo, meu corpo estremecia com cada pingo de chuva que caia sobre mim, o frio tomava conta do meu corpo mas eu não estava sozinha, os toques de justin aquecia o que se tornaria a esfriar. Depois de alguns minutos dançando ali justin colocou sua testa na minha e logo pude sentir sua respiração ainda mais próxima de mim, meu coração em vez de istavel agora estava acelerado em um nivel médio e intenso, as mãos de justin tocava a lateral do meu rosto e quando pude abrir os olhos..
Jenny: justin.. -sem nem mesmo perceber os labios de justin estavam sobre os meus e por incrivel que pareça o meu corpo pedia continuidade aquilo, fechei meus olhos novamente me entregando aquele beijo, justin chupava meus labios em um ritmo intenso sem resistir encaixei minha lingua no unico lugar que havia ali, uma de minhas mãos apertava os cabelos molhados de justin e a outra repousava em seu braço. Ficamos ali por bastante tempo, e eu não queria que acabasse, as unicas que dançavam era nossas linguas, de um lado para o outro, justin preenchia a minha sede e eu a dele, e aquele frio havia sumido o beijo de justin aquecia qualquer coisa existente ali.

http://3.bp.blogspot.com/-_tIhCW6GOEo/TttrcUt1aqI/AAAAAAAABLo/mifnKMoWKII/s640/it%2527s+raining.gif
http://static-1.mojnet.com/foto30284-19683-1545701/slika-1545701.jpg

[...]

A areia que forrava o chão daquele lindo lugar havia se tornado lama, não que isso seja nojento mas eu e justin estavamos brincando nela.

Jenny: não vale bieber! você tem que esperar até 10 e eu sei que você ta olhando -cruzei os braços e o encarei.
Justin: chata! ok! -ele se encostou em uma arvore e ficou ali contando até 10, não precisava de tantos numeros mais o pique pega fica bem melhor assim rs.
Jenny: VAAI! -corri pra bem longe de justin e a chuva grossa batia sobre meus cabelos me fazendo ficar sem força e começar a diminuir minha velocidade.
Justin: NÃO TEM MAIS PRA ONDE CORRER -a camisa insopada de justin fazia ventos por dentro, e seus cabelos caiam sobre os olhos.
Jenny: NÃAOOO -perdi os movimentos e cai sobre o chão indefesa.
Justin: acho que peguei você -ele ficou por cima de mim me encarando feito um bobo sorridente.
Jenny: bieber idiota, bieber idiota, bieber idiota la la la
Justin: linda.-justin beijou minha testa me fazendo ficar sem reação.
Antes que eu pudesse dizer alguma coisa justin me sujou de lama e sendo assim começamos uma guerra ali mesmo.
Jenny: você me sujou toda ecati -falei rindo.
Justin: somos dois sujos ok -ele me selou- senhor e senhora lama
Jenny: não mesmo! -soltei uma gargalhada- tou com frio.

P.O.V JUSTIN

Ela tremia de frio e eu tive medo que ela ficasse doente.
Justin: vem cá eu vou te aquecer -a segurei pela cintura e me sentei embaixo de uma árvore a sentando entre minhas pernas- ta melhor agora?
Jenny: me abraça? -me pediu com manha e eu a abracei forte.
Justin: tinha acontecido alguma coisa com você hoje? -perguntei mexendo em seus cabelos.
Jenny: nada.. só tinha me lembrado de algumas coisas -vi os olhos de jenny abaixar, ali tinha coisa.
Justin: não quer me contar?
Jenny: não tem por que.
A jenny as vezes parecia muito grossa.
Justin: desculpa -disfarcei o olhar.
Jenny: hey não, eu que peço desculpas, foi sem querer -ela se sentou de frente pra mim e me selou.
Justin: xiiiu.. ta ouvindo isso? -sussurrei.
Jenny: não, o que? -ela se virou um pouco de lado para olhar.
Justin: nada -virei seu rosto pra mim- eu quero você -iniciei um longo beijo.

Depois de alguns minutos ali.
Jenny: acho melhor irmos, ta tarde e amanhã começa os objetivos -ela se levantou me ajudando a se levantar.
Justin: é seu primeiro ano aqui e já sabe mais que eu -ri envolvendo meus braços em sua cintura.
Jenny: eu me dedico, idiota -ela riu enquanto segurava nas mãos seus sapatos.
Justin: eu sou um otimo aluno flw
Jenny: um aluno que precisa urgente de um banho -ela riu caminhando em meu lado.
Justin: você também senhora lama, não quer me da banho? -fiz bico.
Jenny: para de ser safado bieber! -ela me deu um soco na barriga.
Justin: au!
estavamos chegando perto do acampamento e então a jenny me soltou.
Jenny: eu tou toda suja, que desculpa eu vou dar pra lisa? -ela parecia preocupada.
Justin: fala que estava comigo.
Jenny: não ela vai dar chilique! -me reprendeu.
Justin: você não tem outra saida jen
Jenny: nada de jen ok.
Justin: idai já nos beijamos mesmo -ela tapou minha boca.
Jenny: se você abrir essa boca pra alguém eu acabo com você, ta ouvindo? -seus olhos tinha muita seriedade.
Justin: calma, não confia em mim?
Jenny: eu nem ao menos conheço você.
Justin: não? prazer, me chamo justin bieber e te acho mega gostosa -a puxei com força e beijei seus labios macios.
Jenny: chega, pa- para justin! -me deu alguns tapinhas e logo a larguei- estamos perto, podem estar nos vendo.
Justin: eu não ligo.
Jenny: mas eu sim.. boa noite -ela soltou um doce sorriso.
Justin: boa noite meu anjo, te vejo amanhã -me aproximei dela para um selinho.
Jenny: já falei que não! tchau jus -ela correu até a porta.
Justin: você disse o que? -me questionei a só- tchau senhora lama -dei um meio sorriso e me retirei.

P.O.V JENNY

Cheguei no quarto e a lisa começou a me questionar, tipico dela.
Lisa: onde você estava? por que me deixou sozinha? nossa.. você ta horrivel -fez uma cara de nojo.
Jenny: depois eu te explico -dei de ombros- preciso de um banho.
Lisa: precisa mesmo! volta logo, não quero jantar sozinha.
Fui até o banheiro me despi, liguei o chuveiro e comecei meu banho.

Depois que terminei coloquei um pijama me sentei na cama pra jantar com a lisa.
http://2.bp.blogspot.com/-oD1w9Ie_7nQ/UZzmfbNYraI/AAAAAAAAFoc/2aW55UXuwoI/s1600/AAutumn-and-winter-hooded-woman-cute-long-sleeved-suit-font-b-pajamas-b-font-Black-dots.jpg

Lisa: pois então, comece.-ela me encarou séria esperando que eu me explicasse, na maioria das vezes acho que a lisa é minha mãe.
Jenny: eu fui dar uma volta, só isso -cortei um pedaço de carne sobre o prato.
Lisa: dar uma volta, magina -soltou uma risada ironica- não adianta me esconder nada jenny você chegou aqui toda molhada e suja e isso só foi uma volta?
Jenny: você não é a lucy ok.
Lisa: mas sou a lisa e quero saber agora mesmo o que você foi fazer fora daquela porta -a lisa não era fácil mesmo.
Jenny: eu e o bieber, nós damos uma volta, satisfeita? -levantei colocando o prato sobre a pia.
Lisa: eu não sabia que você e ele agora dão voltas jenny -ela cruzou os braços e me encarou-
Jenny: somos irmãos lisa, e mesmo eu o detestando ele quis me mostrar o acampamento, só isso. Ah e sobre a sujeira eu cai e ele me ajudou a levantar.
Lisa: não sei se é verdade, mas a sua sorte é que eu acredito em você.
Jenny: e esse é um dos motivos de amar você -me aproximei dela e a beijei no rosto- agora vamos dormir, amanhã temos coisas a fazer.

Me deitei sobre a cama e a lisa fez o mesmo na dela, desligamos a luz e eu encarava o teto confusa, mil e uma perguntas circulavam minha mente, foi tão bom quanto eu imaginava, o beijo dele.. impossivel não tocar meus labios e não me lembrar cada parte dele, como pode, o garoto que eu tanto odeio me beijou e o pior eu deixei, pior que deixar é gostar, e eu gostei tanto, já sinto falta daquele boca macia, mas.. ele é meu irmão! apertei o lençol me agarrando no mesmo, eu beijei o meu irmão! ninguém pode saber disso ou eu tou muito ferrada mesmo! não posso nem pensar em como as pessoas vão reagir sobre isso, mas.. desligando os pensamentos das pessoas, eu amei beijar o idiota do bieber, e se pudesse.. faria ainda melhor.

Continua...
Gif

O primeiro beijo, nunca esqueçam viu? esse foi um dos capitulos que eu mais amei escrever, achei que ficou bom, e vocês gostaram? comentem o que acharam. sobre a minha demora: o meu irmão ainda não arrumou um trabalho e sendo assim eu não tou podendo entrar muito, entro no twitter, facebook, mas isso tudo é pelo celular, então não contem com isso, se quiserem falar comigo é só ir no menu que tem bem aqui do lado direito do blog -> contatos, e lá vocês conseguem me achar. vejam o trailler da ib, fiz com muito carinho, e suei bastante kk, espero que gostem amores, e por favor COMENTEM, é importante pra mim, beijos.